O QUE É SIBEC?

SIBEC é a sigla para Sistema de Benefícios ao Cidadão.Esse sistema existe para que o cidadão tenha acesso à quantia de dinheiro investida pelo governo em programas sociais, em especial o Bolsa Família, mas também é um sistema de uso dos gestores do programa – governos estaduais e municipais, instâncias de controle social e órgãos fiscalizadores.

Com esse sistema a população consegue saber quanto de dinheiro está sendo investido nos programas de assistência social, os usuários do Bolsa Família conseguem saber a quantia que irão receber imediatamente e no próximo mês. Já os gestores conseguem bloquear e desbloquear, cancelar e restabeler os benefícios financeiros, além de fazer consultas e gerar relatórios de interesse da gestão.

Como posso consultar meu saldo do bolsa família?

É bem simples: para a consulta basta ter em mãos o número do NIS (Número de Identificação Social) e uma senha, mas caso você tenha o PIS/PASEP (Programa de Integração Social/Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público), não se preocupe, esses números correspondem, na prática, ao mesmo que NIS. Dessa forma basta acessar o SIBEC no endereço eletrônico www.servicossociais.caixa.gov.bre informar os números do NIS/PIS/PASEP, que constam no cartão do Bolsa Família e sua senha. Se você não tiver senha e nunca ter ouvido falar de senha, você insere o número do NIS/PIS/PASEP e escolhe a opção de “CADASTRAR SENHA”. Se você tiver esquecido a senha você pode optar por “ESQUECI SENHA”. Para ambos os casos você também vai precisar da senha do cartão cidadão, mas se inclusive essa senha você tiver esquecido, no site há a opção “ESQUECI A SENHA” novamente para recuperar a senha do cartão cidadão.

A opção do site pode ser bem prática, entretanto também pode-se consultar saldo e sanar outras dúvidas por telefone no Atendimento Caixa ao Cidadão no número 0800 726 02 07.

E MAIS: Programas Sociais do Governo Brasileiro

São muitos programas sociais que o governo mantém, sendo o Ministério do Desenvolvimento Social o responsável por eles. Entretanto existem aqueles mais populares e que realmente fazem a diferença na vida da população de baixa renda. Podem ser destacados os que contemplam os cadastrados no Sistema de Cadastro Único, principal forma de conhecer a população e suas reais necessidades. A família com dificuldades financeiras graves pode procurar um CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), o conselho tutelar ou até mesmo a prefeitura da sua cidade, que vai encaminha-la ao setor de Cadastro Único, para que assim possa se ter acesso aos programas oferecidos pelo governo e seus benefícios. Os programas podem ser:

  • Bolsa Família – é talvez o principal programa do governo, e ajuda milhões de pessoas em situação de pobreza e miséria. Funciona como um complemento da renda familiar, uma ajuda financeira, para isso as famílias têm que ter seus filhos matriculados na escola, fazer uso do sistema de saúde e das demais assistências sociais.
  • Tarifa Social de Energia Elétrica –é um desconto na conta de energia elétrica para quem estiver inscrito no Cadastro Único ou pessoas que recebem o Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC), ou seja, “aposentados”.
  • Programa Minha Casa Minha Vida – é um programa que auxilia na compra da casa própria ao facilitar as condições de financiamento, mas essa facilidade vai depender da renda da família, pois esse programa não se destina somente aos cadastrados no Cadastro Único.
  • Carteira do Idoso – é um desconto de no mínimo 50% do valor total da tarifa de transportes interestaduais (ônibus, trem, barco) para quem tiver 60 anos ou mais e estar inscrito no Cadastro Único.
  • Aposentadoria para Pessoas de Baixa Renda – É uma opção de contribuição à Previdência Social, pagando, por mês, alíquota (porcentagem fixa) reduzida de 5% sobre o salário mínimo. Instituída em 2011, atende as pessoas que não tem renda fixa. Assim, após o devido recolhimento das contribuições, elas poderão ter acesso a benefícios previdenciários, como licença-maternidade, auxílio-doença e aposentadoria por idade ou por invalidez.

Os programas citados acima são os que se precisa fazer a solicitação do serviço, existem outros que não necessitam fazer o pedido para receber, pois são programas em que o governo escolhe os beneficiários a partir do Cadastro Único como: Programas Cisternas, Água para Todos, Bolsa Verde (Programa de Apoio à Conservação Ambiental), Bolsa Estiagem, Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais/ Assistência Técnica e Extensão Rural, Programa Nacional de Reforma Agrária etc.

Ainda assim, há mais programas oferecido pelo governo, que podem ser conhecidos a partir do site do Ministério do Desenvolvimento Social www.mds.gov.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *